Agricultores promovem melhorias que vão além do campo

Da Redação

Ter a terra legalizada e poder acessar benefícios e políticas públicas que contribuem para a qualidade de vida e o resgate da cidadania


Ter a terra legalizada e poder acessar benefícios e políticas públicas que contribuem para a qualidade de vida e o resgate da cidadania. Essa é a realidade milhares de agricultores familiares que receberam títulos de propriedade da terra. Uma ação que, além de promover a segurança e o desenvolvimento das famílias beneficiadas, movimenta, positivamente, a economia de centenas de municípios brasileiros, que têm na agropecuária uma das principais atividades.

Foi o que ocorreu em Ouricuri (PE), município localizado no Sertão do Araripe, onde mais de cinco mil agricultores familiares tiveram suas terras regularizadas. A ação massiva de regularização fundiária trouxe para o agricultor familiar a possibilidade de acesso a créditos e, consequentemente, melhorias na propriedade, o que refletiu no comércio varejista do município.

O crescimento nas vendas foi percebido nos mercados, nas lojas de produtos de uso pessoal, e, principalmente, na loja de utilidades domésticas e de material de construção, como conta o proprietário Marcelo Bezerra Cavalcante, dono da loja Casa da Construção. “Tive que aumentar a estrutura e o estoque da loja em função da crescente demanda. Sem o documento legal os agricultores tinham dificuldade para financiar a produção e obter crédito, agora isso mudou”, comenta.

Cavalcante conta, que com a melhoria na renda e a legalização do imóvel, os agricultores acabam investindo mais na propriedade, o que fez aumentar a procura de móveis e eletrodomésticos, material de construção, ferramentas para a agricultura, arame e canos. “Antes esses agricultores viviam precariamente, só que isso melhorou muito, tanto na questão da renda como na questão social. Todo o município se beneficiou com a mudança”, diz o proprietário.

Cidadania e oportunidade

A regularização da propriedade traz cidadania e abre um leque de oportunidades para o agricultor, pois traz mais que segurança jurídica, o torna apto a acessar inúmeras políticas públicas sociais (aposentadoria, auxílio-doença, salário maternidade) e de desenvolvimento, como: Pronaf, Minha Casa Minha Vida Rural, assistência técnica, acesso ao crédito para jovens, entre outras ações previstas no Plano Safra 2015-2016.

Fonte Original: Portal do Ministério do Desenvolvimento Agrário
Compartilhar

About Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário