Produtores rurais recebem certificação inédita em MG


Assessoria de Comunicação do SENAR-MG

Seis produtores de leite de Lavras, Bom Sucesso, Ibituruna e Itumirim, participantes do Programa PAS Leite - Alimento Seguro, implementado pelo SENAR MINAS, foram os primeiros do estado a receber os certificados de auditoria de boas práticas de produção




Seis produtores de leite de Lavras, Bom Sucesso, Ibituruna e Itumirim, participantes do Programa PAS Leite – Alimento Seguro, implementado pelo SENAR MINAS, foram os primeiros do estado a receber os certificados de auditoria de boas práticas de produção pelo IMA (Instituto Mineiro Agropecuário). 

De acordo com o diretor técnico do instituto, Tales Fernandes, a auditoria é feita ao longo de dois a três anos. No estado, mais de 200 produtores estão sendo auditados. “Com a certificação, todos envolvidos na cadeia produtiva do leite são beneficiados, principalmente o consumidor que irá receber produtos lácteos de melhor qualidade e segurança.” 

Os seis produtores são fornecedores do Laticínio Verde Campo. Para o gerente comercial da empresa, Álvaro Gazolla, essa é uma grande conquista e um reconhecimento para os produtores e também para o laticínio. A certificação, segundo ele, garante a qualidade e a segurança do leite produzido. “Com a qualidade superior, nós vamos fabricar produtos lácteos diferenciados e, com certeza, o consumidor vai receber um produto mais saudável”, destaca. 

O PAS Leite foi criado pela Embrapa Gado de Leite e Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Em Minas Gerais, o Programa foi implementado pelo SENAR MINAS com apoio dos sindicatos rurais. O objetivo é produzir leite com qualidade e segurança, através da adoção de boas práticas produtivas. 

Segundo o coordenador da Formação Profissional Rural do SENAR MINAS, Luiz Ronilson Araújo Paiva, foram implementados 19 programas no estado. São quase 200 propriedades atendidas que somam cerca de 380 produtores de leite. “O programa foca a mudança de comportamento e de hábito do produtor visando a produção de alimento seguro com qualidade para atender o mercado consumidor”, explica. 

O instrutor Gastão Lemos, responsável pela implantação do programa nas propriedades certificadas, disse que o PAS Leite é um programa longo e diferenciado que atende a todos os requisitos de boas práticas de produção exigidas por lei. Ele é dividido em módulos com consultorias nas propriedades participantes. “O programa leva ao produtor novos conhecimentos e contribui ainda para melhorar a qualidade de vida no campo”, diz. 

Aumento 

Sebastião Darlei Lima é produtor na cidade de Itumirim. Ele conta que com a implantação do PAS Leite a sua produção aumentou. Hoje são 35 animais em lactação com produção diária de 650 litros de leite. Feliz, ele diz que o programa proporcionou mudanças na condução da propriedade e agregou mais valor ao leite. “Modifiquei muita coisa e aprendi fazer os procedimentos de forma correta. Hoje consigo manter a produção. Ficou mais fácil produzir leite e com o certificado ficou ainda melhor”. 

As boas práticas de produção também fizeram a diferença para Manoel Geraldo Resende Braga, de Ibituruna. Ele implantou o programa em 2011 e disse que de lá pra cá tudo mudou na propriedade. O produtor segue à risca todos os procedimentos desde a higienização e ordenha até o armazenamento e o transporte do leite. Por dia, ele produz cerca de 350 litros de leite. “Minha intenção era obter um produto diferenciado e consegui. Estou feliz com os resultados. Agora quero buscar mais informações e tecnologias”, diz. 

A entrega dos certificados ocorreu na quarta-feira (28/02) no Clube de Lavras e contou com representantes do SENAR MINAS, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do IMA, do Sindicato dos Produtores Rurais de Lavras, do Laticínio Verde Campo e de familiares dos produtores certificados.
Compartilhar

About Sistema Blogger Brasília de Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário