Rússia libera exportação de 6 frigoríficos brasileiros


Da Redação

O Serviço Federal de Fiscalização Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor) liberou seis unidades frigoríficas de carne bovina para importação, sem nenhuma restrição, da proteína brasileira in natura, intestino cru e miúdos


O Serviço Federal de Fiscalização Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor) liberou seis unidades frigoríficas de carne bovina para importação, sem nenhuma restrição, da proteína brasileira in natura, intestino cru e miúdos. A decisão chega depois de nove dias do início das novas restrições temporárias a dez frigoríficos (nove de carne bovina e uma de Suína), por conta de "inconformidades com as normas sanitárias do País". As vendas de intestino cru e tripas já estavam suspensas por ocasião do uso de ractopamina. 

Conforme divulgado em seu site, as unidades são uma do Frigol, de Lençóis Paulista (SP), que estava suspensa desde 12 de setembro de 2011; uma da Marfrig, de Paranaíba (MS), interrompido desde 12 de novembro de 2012; e quatro da JBS. As da JBS ficam em Campo Grande (MS), suspenso desde 24 de agosto de 2010; em Lins (SP), interrompido desde 12 de agosto de 2011; em Mozarlândia (GO), com restrições totais desde 29 de setembro de 2012 e a de Barra do Garças (MT), suspenso desde 01 de junho de 2011. 

Considerando a decisão recente dessas unidades e mais a retirada de "maior controle laboratorial" de uma unidade da Bon-Mart, de São Paulo, o Brasil possui, conforme informações do site russo, 37 unidades em regime de "restrição temporária"; uma em regime de "maior controle laboratorial" e 18 totalmente de vendas permitidas.
Compartilhar

About Sistema Blogger Brasília de Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário