Um dia reservado para os homens


Há alguns anos, a maior preocupação masculina relacionada à beleza era com os cabelos, barba e unhas. Contudo, cada vez mais o chamado “sexo forte” começou a procurar as clínicas de estética para melhorar a aparência física. 

Os números comprovam isso. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Medicina Estética DF (SBME), a procura dos homens por tratamentos estéticos aumentou 60% em 2012. De acordo com o estudo, entre os procedimentos mais procurados por eles está a redução de gordura localizada e a depilação a laser.

Segundo Cristiana Rech, proprietária da clínica de estética Duohaus, os homens procuram o local em busca de um tratamento específico e depois resolvem expandir o leque. “Os homens têm procurado as massagens e sessões de ultrassom e emissão de raios para combater gordura localizada”, declarou.

Preconceito diminuiu
Cristiana Rech destaca que os clientes da clínica possuem perfis semelhantes. “Geralmente, são homens acima de 30 anos, a grande maioria casados, com filhos e bom poder aquisitivo e cultural”, disse. Ela ressalta que o preconceito em relação à vaidade masculina vem diminuindo. “Certamente ainda existem homens com vergonha de frequentar clínicas de estética, mas  percebemos o aumento de pessoas do sexo masculino em ambientes como salões de beleza, aulas em academias e estéticas. São estimulados pelas suas esposas e até por amigos a se cuidarem mais”, disse.

O modelo Luis Fernando Andrade, 22 anos, não abre mão dos cuidados com a beleza, afinal sua profissão exige aparência impecável. “Estou fazendo um tratamento para gordura localizada e já fiz tratamento para estrias”, contou. Apesar de ser adepto dos tratamentos estéticos, ele conta que não abre mão dos cuidados com a saúde. “Procuro ter uma alimentação saudável e pratico exercício físico. Só recorro aos tratamentos em último caso”.

Vaidade não tem idade
O servidor público Lélio Raphanelli, 83 anos, também não dispensa os cuidados com a vaidade. Para isso, faz uso de cremes e tratamentos estéticos. Ele diz que seu objetivo é sempre sentir-se bem. “Eu não sou vaidoso, sou cuidadoso. Tenho uma pele que todo mundo elogia e isso faz bem para a auto-estima”, ressaltou.

E a saúde?
Se os homens do DF têm se preocupado cada vez mais com a aparência, quando o assunto é a saúde a realidade é bem diferente. Estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostrou que 50% dos homens nunca passou por uma consulta com o urologista.

A pesquisa teve o objetivo de avaliar o conhecimento masculino sobre a própria saúde, especialmente na idade adulta.

Segundo a pesquisa, 58% dos entrevistados nunca realizaram exames para detectar o câncer de próstata e 38% nunca fez exames para aferir os níveis de testosterona (hormônio masculino) no sangue.

Segundo o urologista Aguinaldo Cesar Nardi, para ajudar a conscientizar os homens sobre os cuidados com a saúde é fundamental que haja acesso a este tipo de especialidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Esta é uma luta da Sociedade Brasileira de Urologia junto ao Ministério da Saúde, pois existem poucos Centros de Saúde do Homem com atendimento na rede pública de saúde”, disse.
Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário