Elevar produção é desafio

Da Redação

Entre os fatores que elevaram o preço do leite no Brasil, o que mais tem surpreendido os empresários do setor, é a demanda aquecida

Entre os fatores que elevaram o preço do leite no Brasil, o que mais tem surpreendido os empresários do setor, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Universidade de São Paulo (USP), é a demanda aquecida.

O analista de mercado Paulo Moraes Ozaki explica que nem mesmo o aumento do preço nas gôndolas tem impedido o consumidor brasileiro de comprar o produto e seus derivados.

Outro fator que elevou os preços foi a redução dos pastos, alimento que mais estimula a produção do leite dos animais, segundo o vice-presidente da Faesc, Nelton Rogério de Souza.

Dados da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA) mostram como o consumo aumentou mais que a produção nos últimos anos. Entre 2008 e 2012, a produção nacional de leite aumentou 4,6% ao ano, enquanto o consumo foi elevado em 5,4%.

O bom preço do leite está levando produtores como Edson Bertuzzo, de Concórdia, a planejar o aumento da produção. Ele e dois irmãos têm 20 vacas em lactação, com produção de 500 litros por dia. O preço que eles estão recebendo é de R$ 0,96 por litro.

"É um preço histórico" comemora o produtor Edson.

Os Bertuzzo conseguem faturar R$ 14 mil mensalmente, sendo que 40% (R$ 5,6 mil) é o lucro. A meta deles é chegar a 25 animais e uma produção diária de 20 litros. Edson diz que nos últimos cinco anos a produtividade por vaca aumentou de 15 para 20 litros/dia.

O gerente regional do Sebrae/SC no Oeste, Enio Parmeggiani, avalia que a produção de leite por animal no Brasil ainda é baixa, apesar de SC se destacar entre os Estados produtores. Um estudo da entidade identificou que enquanto a média brasileira é de quatro litros de leite por vaca, os Estados Unidos chegam a 30 litros, a Europa a 22, e a Argentina a 18 litros.

Para ele, é preciso investir em mecanização e na alimentação do gado à base de pasto. Para incentivar o produtor, o Sebrae/SC lançou, em 2007, o Sistema de Inteligência Setorial (SIS), que disponibiliza gratuitamente na internet (sis.sebrae-sc.com.br) relatórios com informações auxiliares para produtores do Estado.

Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário