SC vai ouvir os japoneses

A comitiva catarinense que está no Japão para assinatura do acordo de exportação e realização de um seminário sobre a carne suína, começa sua agenda hoje



A comitiva catarinense que está no Japão para assinatura do acordo de exportação e realização de um seminário sobre a carne suína, começa sua agenda hoje. Como a presidente Dilma suspendeu o evento empresarial que o governo federal teria no país, a Federação das Indústrias do Estado (Fiesc) fez uma programação alternativa, mais focada na promoção da carne suína e outros negócios de empresas catarinenses no Japão. A pauta de hoje inclui reunião às 10h com a Jetro, a associação de comércio exterior do país e, às 11h, visita à JMTA, a associação dos importadores de carne do Japão. Executivos da entidade vão explicar quais são os cortes de carne suína preferidos pelos japoneses. À tarde, o grupo faz uma visita ao supermercado Aeon Square, para conhecer os hábitos de venda e consumo do país.

Entre as autoridades da comitiva catarinense que viajou ao país asiático estão o governador Raimundo Colombo, o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, o secretário de Agricultura, João Rodrigues, e o presidente da Cidasc, Enori Barbieri. Amanhã haverá a assinatura do acordo entre Santa Catarina e Japão para a exportação de carne suína e um seminário empresarial sobre o tema, promovido pela Fiesc.

Recepção
A comitiva catarinense, integrada por mais de 30 pessoas, será recebida pelo embaixador do Brasil no Japão, Marcos Galvão, hoje à noite, para um jantar. O diplomata colaborou intensamente para viabilizar a abertura do mercado japonês à carne de SC. Na foto, estão os integrantes da comitiva: deputado José Milton Schaefer; presidente da Cidasc, Enori Barbieri; secretário João Rodrigues; presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos, Losivanio de Lorenzi; o gerente de exportação da Aurora, Dilvo Casagranda, o diretor de Vigilância Sanitária da Secretaria de Agricultura, Roni Barbosa, e o vice-prefeito de Concórdia,Neuri Santhier.
Vendas fora do Estado
O secretário de Estado da Agricultura, João Rodrigues, disse aqui em Tóquio, ontem à noite, que o governo está finalizando as conversas internas para prorrogar a redução de ICMS para a venda de suínos a outros estados. A intenção é manter a redução da alíquota de 12% para 2%.
Primeiros embarques
O encontro de amanhã, com quase 100 importadores, em Tóquio, será para oportunizar mais negócios. Mas quem já compra carne de frango do Estado está fechando contratos, afirma o presidente da Cidasc, Enori Barbieri. A Aurora Alimentos deverá exportar dois contêineres com 50 toneladas cada em agosto, informa o gerente de Comércio Exterior da cooperativa, Dilvo Casagranda.

820 mil toneladas é o que Santa Catarina deve produzir em carne suína esse ano, pela projeção da secretaria de Agricultura. Isso significa um crescimento de 2,5% em relação à produção de 2012.
Sanidade
A manutenção e o aprimoramento do status sanitário do Estado, especialmente de livre de aftosa sem vacinação, é uma prioridade do governador Raimundo Colombo. Segundo o secretário João Rodrigues, o governo está otimista com o impacto que o aumento das exportações de carne suína vai trazer ao Estado e vai manter o trabalho na área de sanidade, junto com o instituto Icasa e outros órgãos.

Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário