Superação nos embarques


O programa Porto 24 horas deve impulsionar as exportações de soja do país a já partir deste mês

A avaliação é da consultoria alemã Oil World, que acredita que os embarques brasileiros da oleaginosa somarão 7,6 milhões de toneladas em maio, o maior volume da história para o quinto mês do ano. Mês passado, na melhor marca de abril já registrada, 7,15 milhões de toneladas do grão deixaram o país. 

A ampliação do horário de funcionamento dos terminais está em vigor deste o último dia 6 em oito portos brasileiros, entre eles Paranaguá. Até então, serviços federais instalados dentro das autarquias, como Anvisa, Vigilância Sanitária, Polícia Federal e Ministério da Agricultura, funcionavam apenas em horário comercial. “Uma grande mudança aconteceu no Brasil com essa extensão do horário. As exportações da América do Sul já estão ganhando força”, disse a consultoria em relatório divulgado ontem.

Na avaliação da Oil World, os embarques combinados de soja de Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai podem superar o recorde de 10,8 milhões de toneladas e ultrapassar a marca de 11 milhões de toneladas em maio. A Argentina deve exportar 1,85 milhões de toneladas, o maior volume em 33 meses. O desempenho das vendas externas sul-americanas seria justificado também por uma oferta cada vez mais escassa nos Estados Unidos, que está em período de entressafra.

A consultoria acredita que as importações chinesas de soja devem aumentar consideravelmente entre maio e julho, com a nação asiática reabastecendo seus estoques depois de compras abaixo do esperado no intervalo entre janeiro e abril deste ano, e que os países sul-americanos devem ser os principais fornecedores chineses.

Com neve e excesso de chuvas, o plantio de primavera está entre duas e três semanas atrasado no Nordeste da China, principal região produtora de grãos do país. Se os problemas climáticos persistirem, podem afetar a produção de soja e milho do país, obrigando os chineses a buscar volume ainda maior de grãos no mercado internacional.

Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário