Parceria para fortalecer aquicultura e pesca

A presidente do Sistema CNA/SENAR (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), senadora Kátia Abreu, e o ministro da Pesca e Aquicultura (MPA), Marcelo Crivella, assinaram nesta quarta-feira, 10/04, em Brasília, um acordo de cooperação com o objetivo de fortalecer a aquicultura e a pesca no Brasil. Para a presidente da CNA, essa atividade deve ser prioritária, considerando o potencial do País, que tem 12% da água doce do mundo, além de uma considerável costa marítima. “Os planos de negócios mostram que a produção de peixe é a mais rentável do setor agropecuário, especialmente para os pequenos produtores”, afirmou.

Serão priorizadas, a partir do convênio, ações relacionadas a políticas públicas, desenvolvimento territorial, mercados institucionais e diferenciados, organização econômica dos setores da aquicultura, biocombustíveis, aquicultura familiar, cadeia produtiva dos organismos aquáticos ornamentais, assistência técnica e extensão rural, empreendedorismo para jovens agricultores, comunidades tradicionais, associativismo, cooperação e capacitação. O ministro Crivela comemorou a assinatura do convênio com o Sistema CNA/SENAR e afirmou que “esse é o primeiro passo de um convênio muito maior”, que visa o aumento da produção de alimentos no País.

Para a presidente da CNA, esse convênio é essencial para garantir ao País as condições para ampliar a produção nacional de peixes. O Brasil responde por apenas 1% da produção mundial de pescados, que soma, hoje, 150 milhões de toneladas, apesar das características do País. Segundo a senadora, a Ásia produz 80% de todo o pescado consumido no mundo. Para ela, é possível produzir mais utilizando as áreas dos lagos artificiais e naturais do País. Afirmou que o ministro tem trabalhado para alavancar o setor, inclusive no que diz respeito ao licenciamento ambiental. Lembrou, no entanto, que outras iniciativas são fundamentais para estimular a aquicultura, entre elas a isenção da cobrança de PIS/Cofins para rações, assunto que está sendo discutido junto ao Governo federal.

SENAR – Durante a cerimônia, a senadora Kátia Abreu afirmou que o SENAR tem capacitado um milhão de pessoas por ano, sendo 10 mil pessoas em cursos voltados à piscicultura em 2011/2012. Segundo ela, o convênio permitirá a ampliação do número de capacitações nessa atividade. Participaram da cerimônia, o secretário executivo da pasta, Átila Maia da Rocha, o secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara, e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA), Muni Lourenço Silva Júnior. 
Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário