GDF beneficia 500 famílias de agricultores com equipamentos


Sete tratores e vários implementos foram entregues pelo governador a cooperativas e associações de produtores
O governador Agnelo Queiroz entregou sete tratores e vários equipamentos agrícolas destinados a auxiliar as cooperativas e associações de produtores. Essa iniciativa do GDF beneficia mais de 500 famílias. A solenidade ocorreu hoje, em meio às comemorações dos 35 anos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), completados no último domingo (7/4/13).
Os maquinários favorecerão sete entidades de várias partes do DF, o que fortalecerá o desenvolvimento da agricultura local. "Nosso grande objetivo é atender a demanda dos produtores rurais e ajudar no desenvolvimento. Esses são os verdadeiros donos da Emater. E não é toda empresa que chega aos 35 anos com tamanha competência", declarou o governador.
De acordo com o secretário de Agricultura, Lúcio Valadão, os equipamentos melhorarão as condições da agricultura familiar. "Esse momento traduz uma das nossas preocupações de governo e a entrega desse maquinário representa um grande auxílio para os produtores, em especial os familiares", afirmou Valadão.
Além disso, o governador anunciou a convocação de 25 servidores para a Emater-DF e 40 para a Secretaria de Agricultura. Desde o início desta gestão, o GDF lotou, na Emater, mais de 220 servidores, distribuídos na sede e nas 19 gerências locais situadas nos núcleos rurais do DF e no Centro de Treinamento (Centrer), em Planaltina. O chefe do Executivo também determinou que a fiscalização agropecuária, antes feita pela Agência de Fiscalização do DF (Agefis), passará a ser responsabilidade da Secretaria de Agricultura.
Resultados – Com o trabalho voltado às melhorias dos processos de produção e tecnologia, a Emater-DF atende mais de 5 mil agricultores familiares. Essa assistência proporcionada pelo GDF fortalece as políticas da agricultura familiar.
O presidente da Associação Recanto dos Buritis e agricultor, Mariano de Oliveira, 63 anos, acredita que poderá dobrar a produção de silagem (alimento para o gado) com esse apoio – no ano passado foram 700 toneladas. "Hoje, pagamos R$ 110 por hora com aluguel de equipamento. Com a ajuda do GDF, reduziremos o custo pela metade, apenas na manutenção. Isso vai aumentar a produção e a qualidade de vida", disse Mariano.
Compartilhar

About Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário